Porque as madeiras apodrecem

Porque as madeiras apodrecem

Atualmente, o mercado de madeireiras prioriza a utilização de madeiras sem produtos químicos, ou seja, aquelas que são resistentes e duráveis sem agentes influenciadores. A grande procura por madeiras naturalmente consistentes faz com que elas possuam maior valor de mercado, e a Zemad preza por esses exemplares, possuindo uma vasta quantidade de opções de qualidade.

Uma madeira durável naturalmente é aliada das causas que evitam desperdícios e minimizam o impacto ambiental, pois, ficando mais tempo nas construções a que são destinadas, elas não apodrecem tão facilmente e não precisam ser trocadas. Cada utilização necessita de uma espécie de madeira diferente, e escolher a correta pode ser um ponto decisivo nesse tempo de duração.


O apodrecimento

Cada madeireira possui um processo de biodegradação variante de acordo com:

  • Espécie;
  • Condições ambientais;
  • Umidade;
  • Temperatura;
  • Teor de oxigênio;
  • Tipos de microorganismos presentes;
  • Insetos.

Mesmo as espécies mais duráveis são afetadas pelas condições a que são expostas em seu ambiente. A durabilidade é uma propriedade inerente, que depende de constituições anatômicas, composições químicas, funcionamento de extrativos, fungicidas e inseticidas.

Em suma, a madeira é formada por:

  • Celulose;
  • Hemicelulose;
  • Lignina;
  • Pequenas quantidades de elementos mineiras.

Durante a fase de apodrecimento por fungos, eles são responsáveis por liberar enzimas que digerem esses elementos, como se estivessem “comendo” a madeira. Essa ação libera CO2 e H2O na atmosfera. Outra causa comum de apodrecimento são insetos, que se alimentam de madeira, como o cupim.

O apodrecimento ocorre sempre que as condições naturais estão favoráveis: temperatura, umidade e oxigênio. Por esse motivo, madeiras externas são mais suscetíveis a esse fator.

As madeiras da Zemad possuem alta durabilidade, além de serem resistentes à pragas. A Madeira Cambará, por exemplo, é capaz de resistir contra a ação de cupins, vespas e besouros, já a espécie Cumaru é de alta impermeabilidade, funcionando perfeitamente contra chuvas.


Conservação

Para móveis e madeiras internas, existem algumas medidas a serem tomadas:

  • Móveis devem ficar afastados da parede a uma distância de 7 cm, assim o ar circula e o móvel não mofa;
  • Lembre-se de reapertar os parafusos de quando em quando;
  • Não exponha madeiras internas à luz solar, afinal, elas não foram projetadas para este fim;
  • Evite o contato da madeira interna com água.

Já para madeiras externas o ideal é investir em um bom verniz ou tinta transparente, este tipo de produto auxilia na conservação e durabilidade, penetrando nas fibras da madeira e transformando sua camada externa em uma cobertura protetora.

Consulte a Zemad hoje mesmo e saiba mais sobre o tipo de madeira ideal para sua utilização!

Comente!

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *

Nome *

Email *